Inserir Notícia

Como as finanças empresariais estão sendo afetadas pela pandemia e o distanciamento social

 

 

Algumas mais, outras menos. Existe um conjunto de serviços e empresas que são considerados serviços essenciais, como supermercados, padarias, farmácias, clínicas, clínicas veterinárias e etc., que continuam abertos, mas que são afetados diretamente pela drástica diminuição do movimento e do volume de compras. Além de toda insegurança já envolvida na situação, muitas pessoas estão com receio da resseção que virá depois desta crise e estão gastando menos pensando no futuro. E não estão errados.

 

As empresas que não estão dentro desta categoria de serviços essenciais, estão sentindo os efeitos da pandemia com muito mais impacto. Grandes empresas tiveram de fechar as portas, shoppings inteiros passaram datas comerciais importantes, como Páscoa e dia das mães, sem nenhuma atividade. Agências de viagem, junto de toda a área de lazer e entretimento, como cinemas, clubes, casas de show, tiveram faturamento zero. Mesmo assim, os custos de manutenção continuam chegando. Energia elétrica, limpeza, água, aluguel, folha de pagamento, todos esses custos têm que ser pagos no fim do mês, mesmo que alguns venham reduzidos pelas lojas estarem fechadas. São retiradas de caixa em um momento que não há recebíveis. 


Entre esses dois “extremos”, existem as empresas que estão tentando se adaptar ao momento, como restaurantes que passaram a funcionar apenas por delivery. Aqueles que já tinham essa opção, precisaram aumentar a operação. Os restaurantes que não contavam com a entrega em domicílio tiveram que aprender a adequar seus processos a essa nova modalidade. Assim como lojas de diversos seguimentos que passaram a explorar as vendas online. Algumas disponibilizam códigos para serem usados na hora da compra, que possibilitam que os vendedores sejam comissionados. Mesmo com toda essa reinvenção, as empresas não atendem a mesma demanda de antes. 


O auxílio do governo 


O governo tem feito algumas manobras para ajudar as empresas, poderia estar sendo feito mais, mas já é um alento. Empresas puderam reduzir a carga horária, e com isso a remuneração dos funcionários, que vão ter parte do salário pago pelo governo, com a garantia de que o emprego não vai deixar de existir quando a quarentena chegar ao fim. Estas medidas visam dar um fôlego aos empresários e uma garantia aos funcionários. 


Alguns outros auxílios que foi colocado à disposição das empresas foram:

  • Diversificação das linhas de credito e de credito financiado;

  • Postergação de diversos impostos, como o FGTS, o recolhimento do ISS entre outros;

  • Possibilidade de financiamento ou parcelamento destes impostos; 



Crise econômica que já vínhamos enfrentando x Pandemia 


Algumas empresas contavam com reservas financeiras, que podem ser cruciais em momentos como o que estamos vivendo. Possivelmente esses empreendimentos conseguirão sair da crise com menos danos. Mas este cenário é o menos visto, grande parte das empresas já não estavam conseguindo manter suas reservas visto que desde 2016 estamos convivendo com uma crise em que muitos setores não estão trabalhando com 100% da sua produtividade por falta de mercado. 


Mesmo antes da pandemia tínhamos um baixo crescimento no Brasil, convivíamos com um desemprego elevado, sem uma perspectiva de mudança. Dificilmente haveria empresários preparados para uma recessão, e os que tem gordura para queimar, devem torcer para conseguir segurar até o fim da quarentena. 


A relevância da gestão financeira em momentos de crise 


Com a violenta diminuição da receita, é necessário que os empresários fiquem atentos, mais do que nunca, às questões financeiras. É preciso saber até onde a empresa é capaz de chegar, e o quanto de gasto se pode diminuir.  Neste momento, ter uma gestão financeira organizada é importante para olhar a empresa como um todo, e ao mesmo tempo em fragmentos, para que as melhores decisões sejam tomadas. 


Em momentos críticos, quem não tem este cuidado com a organização das finanças pode ter mais dificuldade ao olhar o panorama da empresa e ter conhecimento de onde pode apertar, onde não pode faltar... informações que são acompanhadas facilmente com um sistema de gestão financeira. 


Se a sua empresa está sofrendo com a crise, e tem dificuldade em organizar os números, não é tarde para sistematizar seus negócios. Conte com o MonetaWeb nesse momento. A BisaWeb está disponibilizando testes com acessos gratuitos ao sistema. Basta enviar um e-mail para suporte@bisa.com.br ou entrar em contato através do telefone (81) 3312-7070.



Link da Matéria Original: noticiadorweb.com.br/index.php?action=show&secao=exibir_noticia&noticia_id=17238

Autor: BisaWeb - Tecnologia da Informação

Data de Publicação: 17/07/2020

Esta notícia já foi visualizada 191 vezes.


Imprimir notícia       Enviar notícia por email
Seu nome
Seu e-mail
Nome do seu amigo
E-mail do seu amigo

Comentários



Deixe um comentário


Desejo receber notificações se alguém mais comenta a noticia.