Inserir Notícia

Principais riscos financeiros do mercado

 

 

 

 

Os riscos financeiros estão relacionados diretamente com as operações financeiras de uma empresa e incluem riscos ocasionados por uma má administração, podendo ser administração dos fluxos de caixa e riscos ligados a retornos abaixo do que se era esperados.  De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), todas as aplicações financeiras envolvem diversos riscos. Nós listamos aqui os cinco principais riscos financeiros pra te ajudar a entender melhor sobre o assunto.

 

 

I – Risco de Mercado

É um risco que é medido pelo desempenho do investimento e outra referência, que pode ser a variação do CDI ou do Ibovespa. “O risco está associado aos movimentos dos preços e das taxas de juros e câmbio”. Este é um caso onde todos os investimentos financeiros estão envolvidos porque tem preços e taxas – e variam constantemente. Para evitar, a dica é diversificar as aplicações financeiras entre as várias modalidades de investimentos financeiros. Isso diminui a chance de perda e maximiza o retorno financeiro.

 

 

II – Risco de Liquidez

A liquidez é representada pela facilidade ou dificuldade de uma aplicação na hora de vender um ativo da carteira. O nível de liquidez  tem a ver com os tipos de investimento – uma parte tem que ser direcionada para o longo prazo (menor liquidez) e a outra tem que beneficiar o rápido retorno. “Hoje, há fundos de investimentos e fundos imobiliários que propiciam a oportunidade de fazer isso. A questão é definir quanto você vai aplicar em cada um”.

 

 

III – Risco de Crédito

É o risco de não haver o pagamento por parte da instituição financeira. No caso dos bancos, há o fundo garantidor de crédito (FGC) para valores de até 250 mil reais.

Para quem investe diretamente em ativos, o mais importante é se atentar para a qualidade do emissor. No caso de títulos públicos, tudo é garantido pelo governo federal, o mais seguro do mercado.

 

 

IV – Risco Operacional

Deve-se levar em conta a gestão, custódia e a administração. “Esse tripé é a norma, principalmente entre as gestoras independentes. E ele impede qualquer fraude, já que seria necessária a associação dos três participantes para a sua consecução”.

 

 

V – Risco Legal

“Quando falamos em risco legal, é bom lembrar que o problema mais observado no Brasil em relação a investimentos é a eventual existência de agentes que não são autorizados a captar aplicações financeiras e o fazem”. O investidor acaba sendo atraído por alguém que oferece serviço de gestão com rendimentos superiores a produtos similares existentes no mercado.

 

Com informações do infomoney, napratica  e Fundação Getúlio Vargas.



Link da Matéria Original:

Autor: BisaWeb

Data de Publicação: 15/04/2019

Esta notícia já foi visualizada 67 vezes.


Imprimir notícia       Enviar notícia por email
Seu nome
Seu e-mail
Nome do seu amigo
E-mail do seu amigo

Comentários



Deixe um comentário


Desejo receber notificações se alguém mais comenta a noticia.